quarta-feira, 12 de novembro de 2008

O véu foi rasgado


O poderoso significado do fato de o véu do templo ter sido rasgado ainda não foi compreendido adequadamente pelo povo de Deus. Este é um dos fatores da fraqueza e mediocridade espiritual no nosso meio. Muitos de nós ainda não sabem valorizar a sua liberdade, pelo contrário, têm medo dela.
Não crêem que podem valorizar as suas experiências diretas com Deus e que Ele pode revelar-lhes coisas maravilhosas sem ajuda de um intermediário. Assim continuam dependentes de alguém que lhes dê de comer e acabam sendo nutridos e moldados pelo menu da instituição ou pelo nível daqueles a quem se submetem para receber todo o ensino.
Lutero sacudiria a sepultura, se pudesse, ao saber o que foi feito do ensino do sacerdócio universal. 
Depender de Deus é deixar o Espírito Santo conduzir o ensino, o currículo, a velocidade de aprendizado e o tipo de lição, que fatalmente é particularizada a cada um pois só ele nos conhece e sabe o que precisamos receber.
Ao depender de intermediários humanos oficiais e da instituição para o seu crescimento, a pessoa acaba restringindo sua vida espiritual às atividades da igreja e na igreja (reunião), excluindo o ensino e a comunhão que Deus tem para lhe dar em todos os momentos de consciência e em todas as situações, tornando-se um indolente mental e espiritual, que só recebe alimento pronto. Não sabe mais pensar, nem meditar e nem tem base para questionar. Vive a repetir os velhos chavões que nem mesmo acredita mais, mas não ousa falar com medo que Deus possa ouvir. Não cresceu na graça e ainda pensa que pode agradar a Deus pelo seu desempenho. Pobre e miserável filho, perdido dentro de casa.
Além disso essa dependência humana desgasta os pastores e líderes e pode criar um ambiente favorável à formação de ídolos e celebridades. Se o povo de Deus comesse bíblia, doutrinas como a da prosperidade e outra bizarrices não achariam lugar no nosso meio e cozinheiros médios (pregadores) não seriam as celebridades que são.
Não que possamos aprender tudo sozinho pois Deus usa o Seu corpo e seus dons espalhados entre seus membros para edificação mútua, numa rede de relacionamentos e trocas de amor e informações indo e vindo de forma intensa como o sangue pelo corpo.
Continuo sendo contrário ao ingresso em seminários, de pessoas sem a devida maturidade espiritual e sem um bom conhecimento bíblico e espiritual prévio. Antes de ouvir do seminário as pessoas tem que ouvir de Deus diretamente, da Sua palavra nas suas meditações e em tudo o que Deus proporciona para que tenha segurança e convicções no exercício do ministério. Muitas vezes o aluno se dá por satisfeito com a exploração limitada do assunto que a instituição fornece e, sem entender o apelo do Espírito no seu íntimo, continua carente de conhecimento e vida.
Nunca dependi somente do ensino regular fornecido pela minha igreja. Comi sempre que tinha fome e esfomeado buscava mais, aqui e ali, vivendo , orando, lendo, chorando, de biblia , do Espírito, de outros irmãos, e de tudo o que Deus movimentava ao seu redor. Questionava, testava, comparava e hoje é impossível não ouvir Deus falar em tudo.
Nossas igrejas acabam se tornando grandes berçários, abarrotadas de pessoas ávidas por receber comida na boca, quando já deveriam ser mestres atendendo ao tempo decorrido. Um povo enfastiado que, por preguiça, não prepara a própria comida sob a orientação do maitre celestial e vai correndo comer o fácil e barato marmitex.
Os pastores são pressionados a ter sempre comida quentinha, "diferente" e enfeitada com novidades (Maná, de novo, nem pensar), bem temperada, para um povo chorão, exigente e birrento, que ameaça ir embora se não tiver sorvete.
No deserto, Josué foi denunciar a Moisés que muitos estavam profetizando a revelia dele. Moisés respondeu: Tens ciúmes por mim? Tomara todo o povo do Senhor fosse profeta, que o Senhor lhes desse o Seu Espírito!
"Irmãos, não sejais meninos no entendimento, mas sede meninos na malícia e adultos no entendimento". *
"para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro".*
"Mas o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem mas também o mal". *
* I Co 14.20, Ef 4.14, Heb 5.14.

Pr Julio Soder

2 comentários:

Ângelo Maciel disse...

Bom dia,

Pastor Júlio, você tem toda a razão, temos que buscar mais o conhecimento dado por Deus, aprendi muito com esta leitura.

Que Deus te abençoe cada vez mais e mais! Um abraço.

Ivan disse...

Não tenho mais nada a acrescentar. Só dizer que é tudo o que eu sinto que esta acontecendo mas que não consigo expressar em palavras dessa forma tão explicativa e de facil compreenção. Peço a Deus sabedoria pra levar minha geração a essa compreenção para que possamos seguir rumo a estatura do Varão Perfeito (Cristo) e de fato destruindo as mentiras do maligno.

Ivan Santos
ivanlipe@yahoo.com.br