quarta-feira, 19 de novembro de 2008

O cerco

O cerco está apertando.
Em nome da "tolerância religiosa",  leis estão sendo preparadas para abafar qualquer manifestação de princípios cristãos.
Declarações ateístas são recebidas efusivamente como uma "ode" à autenticidade e à libertação do jugo religioso.
A crise mundial prepara o terreno propiciando o surgimento de um salvador humano.
Os escândalos no meio cristão se multiplicam  e a imprensa, na razão dela, se delicia em divulgar.
Os intelectuais tem material de sobra para criticar os exageros e o analfabetismo espiritual do meio cristão, classificando-os de "medíocres" e preparando os humanistas a considerarem os cristãos como"inferiores" e "bitolados", a fim de desconsiderarem suas opiniões e conceitos (como se erudição fosse sinônimo de espiritualidade).
A apostasia é uma realidade; está até na moda abandonar o cristianismo e se tornar ateu, dá um "ibope". São vistos como "corajosos" e "livres".
No meio cristão alguns não frequentam mais as congregações; são "bons demais" para elas, estão "noutro nível". (Deveriam estar lá para semear aos outros o que alcançaram).
A perseguição física já é uma realidade na Ásia. Jesus já havia afirmado que aqueles que prendessem ou matassem cristãos, pensariam estar prestando um serviço a Deus.
Os sinais da natureza estão presentes de forma nunca vista antes.
Não pense que a igreja pode reverter este quadro. A batalha humana e moral já está perdida.
Tudo isto é para que se cumpra o que está predeterminado pelo Senhor nas Escrituras.
De que outra forma poderia vir o Senhor nos arrebatar senão em meio a perseguição e o caos?
Ele vive para nos salvar. Na cruz salvou-nos espiritualmente; agora nos salvará fisicamente.
Seremos sempre dependentes da Sua salvação.
Não venceremos de forma corporativa e não alcançaremos o mundo coletivamente, teremos que internalizar o evangelho e vivê-lo individualmente, amando, pregando e atuando no nosso raio de ação individual; de dentro para fora e não via instituição.
Como igreja falhamos; não há méritos em nós. Por isso entramos na vitória dEle. E mais uma vez Ele intervirá e nos levará para Si. Toda honra e glória é somente dEle.
Para o homem só sobra o dobrar-se, louvá-lo e adorá-lo.
Para todos nós que criticamos a igreja: Ela pode até ser, como em Oséias, uma rameira, mas Ele a ama e virá buscá-la e a levará para Si, para o Seu lar. Ele à salva porque a amou, por Sua misericórdia e graça e não por seu desempenho (coisa de louco, não?).
E você, que se acha tão bom, que em vez de chorar e corar de vergonha quando ela O trai e que se junta com a horda que joga-lhe bosta, manchando-a mais ainda, vai também, de carona, pois pertence a ela e não pode deixar de pertencer. Você vai também com ela, mas vai envergonhado, mudando o discurso no caminho antes de chegar em casa.

Pr Julio Soder

2 comentários:

Ângelo Maciel disse...

Pr Júlio Soder,

Como sempre e mais uma vez você tem toda a razão, porque o fim do mundo pode estar mais próximo que pensamos, o Salvador do mundo está chegando e ele virá das profundezas do abismo como descrito em AP 17:8, a se dizer a Besta, que eu acho não é o novo presidente dos Estados Unidos uma vez que ele não morreu, mais um rei maior do que ele que já foi admirado e respeitado por todos. As pessoas cujo nome não está escrito no livro da vida se admirarão com o reaparecimento dele e este operará grandes sinais de maneira que até fogo do céu faz descer a terra diante dos homens com isso ele seduzirá grande parte dos homens.
Está escrito que nos fins dos tempos teríamos grandes sinais, nunca vimos tão presente, chuvas devastadoras e outros.
Temos que nos preparar a cada dia para como Santos sermos arrebatados, pois como você disse a situação do fim não poderemos mudar.

Que Deus continue te revelando através do Espírito Santo de Deus a verdade sobre o fim e que você seja um dos profetas do Senhor Jesus para nos revelar os seus mistérios.

Um abraço do seu irmão em Cristo Jesus, Ângelo Maciel.

isaura disse...

Concordo que os exemplos dados são realmente vergonhosos para o verdadeiro cristianismo, ou melhor, para o verdadeiro evangelho, mas acho muito radical propormos o NÃO aos evangélicos na TV. Proponho orarmos a Deus para que capacite aqueles que falam em nome Dele, assim como Ele fez com Saulo Ele pode fazer com esses...Sei que Deus tem usado a TV positivamente para alcançar pequeninos...OREMOS!