sexta-feira, 22 de maio de 2009

Conversões Superficiais, Religião Superficial


anamoura_215877_quadro04Embora eu me regozije com conversões súbitas, eu tenho sérias suspeitas quanto a essas pessoas repentinamente felizes que nunca parecem ter se entristecido com o próprio pecado. Receio que esses que vêm tão facilmente à sua religião que freqüentemente a perdem completamente com a mesma facilidade. Saulo de Tarso foi convertido subitamente, mas nenhum homem já passou por maior horror de escuridão do que ele, antes que Ananias viesse a ele com palavras de conforto.

Eu gosto do arado profundo. A raspagem superficial do solo é trabalho pobre. O corte profundo da terra sob a superfície é grandemente necessário. Afinal de contas, os cristãos mais duradouros parecem ser aqueles que viram que o mal interior que neles há é profundo e repugnante, e depois de algum tempo foram levados a ver a glória da mão curativa do Senhor Jesus conforme Ele a estende no Evangelho.

“Para pôr tudo em uma palavra, uma ausência do Espírito Santo é a grande causa da instabilidade religiosa.”

Receio que em muito da religião moderna há uma carência de profundidade em todos os pontos. Eles não tremem profundamente nem se regozijam grandemente. Eles não se desesperam muito, nem acreditam muito. Oh, cuidado com um verniz piedoso! Proteja-se da religião que consiste em colocar uma fina camada de piedade sobre uma pesada massa de carnalidade. Nós precisamos de uma obra contínua no interior. A graça que alcança o centro e afeta o espírito mais interior é a única graça que vale a pena ter.

Para pôr tudo em uma palavra, uma ausência do Espírito Santo é a grande causa da instabilidade religiosa. Cuidado para não confundir excitação com o Espírito Santo ou as suas próprias resoluções com os profundos mecanismos do Espírito de Deus na alma. Tudo aquilo que a natureza pinta, Deus queimará com ferro quente. Qualquer coisa que a natureza põe em funcionamento, Ele fará parar e jogará fora com os trapos. Você precisa nascer de cima, você precisa ter uma nova natureza forjada em você pelo dedo do próprio Deus, já que de todos os seus santos está escrito, “Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus.”

Oh, mas, em todos os lugares eu temo que haja uma ausência do Espírito Santo! Há muita coisa vindo de uma moralidade espalhafatosa, superficial, muitos clamores de “Paz, Paz” onde não há nenhuma paz; e muito pouca ansiedade profunda advinda de um exame do coração para ser completamente purificado do pecado. Verdades bem conhecidas e facilmente lembradas são cridas sem serem acompanhadas da devida uma impressão do peso delas; esperanças sem consistência e confianças infundadas são formadas e é isso que faz com que os enganadores sejam tão abundantes e os espetáculos carnais tão comuns.

C.H. Spurgeon

Publicado por Phil Johnson no site Pyromaniacs. - Fonte: Crer e Pensar

5 comentários:

José Gilberto disse...

Uma ótima explanação, que vai direto a Parabola do semeador, Jesus predisse realmente isso.
Esta havendo um modismo evangélico sem nenhuma profundidade em suas raizes. O que eu vejo, são "conversões" dirigidas a ambição, soluções de problemas pessoais, milagres e curas, poucas são as mensagens de salvação e mudança plena de vida, tudo ligado a um "toma lá e da cá" com Deus, e isso é motivado por Evangélho distorcido que esta sendo pregado.
Visam poderes e riquezas, coisas que não há respaldo nenhum nas escrituras. Uns querendo ser mais poderosos que os outros, mais ungidos, o que é deprimente.
Sinceramente, tal Evangélho não conduz ninguém a salvação e si9mj, a perdição.

Luis Paulo Silva disse...

Pr. Júlio, a Paz do Senhor Jesus!

Recebi no meu e-mail a indicação para esta postagem e achei muito esclarecedora esta abordagem sobre o que poderíamos chamar de pseudo-cristianismo.

Editei há alguns dias um artigo em meu blog que trata de um assunto muito parecido, e o título é "A arte de fazer nascer de novo".

Se quiser dar uma olhada, e deixar algo que acrescente, em forma de comentário, será um prazer para mim.

http://despertaiceifeiros.blogspot.com/2009/05/arte-de-fazer-nascer-de-novo.html

Que Deus o abençoe grandemente.

Luis Paulo Silva
www.despertaiceifeiros.blogspot.com
www.colecaodeblogs.blogspot.com
www.colecaodevideos.blogspot.com

P.S.: Irei divulgar o seu blog no "Coleção de blogs" ok?
Se me der autorização, quero colocar lá textos de sua autoria.

L. H. Dessart disse...

Excelente postagem, pois creio que falta muito desta visão para muitos cristãos hoje em dia, principalmente líderanças, que mais parecem preocupadas em quantidade do que qualidade de conversão.

Deus abençoe!

lhdessart.blogspot.com

Danilo Fernandes disse...

Eu assinava seu feed a séculos, somos parceiros e hoje vim aqui ver uma materia direto - sem ser via reader - e me toquei que não te seguia!
Risos.
Agora sigo, feedo, leio e adoro!

A Paz Pastor!

Danilo

prjulio disse...

Danilo,
Obrigado por seguir.
Demorei pra responder pois estava atendendo na casa de recuperação em Brumadinho-MG.
Gosto muito dos seus artigos.
Um abração.